(31) 99961.3063 (31) 3225-6408









Salário está menor? Confira quais descontos podem ser feitos pelo patrão



Publicado por Sergio Quintela de Miranda para Jusbrasil

A CLT (Consolidação das Leis do Trabalho) tem um artigo que diz que o empregador é vetado de efetuar qualquer desconto nos salários dos trabalhadores. Porém, há diversas exceções para essa regra na própria legislação.

O UOL conversou com os advogados trabalhistas Alan Balaban e Maurício Corrêa da Veiga para listar quais descontos o trabalhador pode ter no final do mês. Confira:

Impostos e contribuições

Os descontos mais conhecidos pelos trabalhadores são o Imposto de Renda e a contribuição previdenciária. Nos dois casos, a redução varia conforme o salário.

A contribuição sindical também é obrigatória e corresponde à remuneração de um dia de trabalho. O desconto é feito diretamente na folha de pagamento e no mês de março.

Indisciplina do trabalhador

Faltas injustificadas: Se o trabalhador falta ao trabalho e não apresenta nenhuma justificativa para a empresa, ele pode ter o dia descontado.

Atrasos: O empregado pode ter descontos por chegar atrasado ou não cumprir a carga horária estabelecida no contrato de trabalho.

Indisciplina do trabalhador: Se o trabalhador quebra alguma regra ou política da empresa, ele pode ser suspenso. O patrão pode descontar os dias desse afastamento.

Dano causado pelo trabalhador

A CLT diz que em caso de dano causado pelo empregado, como a quebra de um equipamento, por exemplo, o desconto é permitido, desde que isso esteja no contrato de trabalho ou que o trabalhador tenha feito de propósito.

“Se foi sem querer, não pode haver descontos”, afirma Balaban.

Descontos autorizados

Há ainda os descontos que o trabalhador permite que haja no salário, como planos de saúde e odontológico, seguro de vida, previdência privada e crédito consignado, por exemplo. Nesses casos, o trabalhador precisa assinar termos que permitem o desconto.

No caso do vale-transporte, o benefício é obrigatório e o desconto pode chegar a 6% da remuneração. Já os vales refeição e alimentação são previstos em acordos coletivos e lá são definidos os valores e os descontos.

Pensão alimentícia

No caso da pensão alimentícia, é preciso ter uma decisão judicial exigindo que o desconto seja feito diretamente da folha de pagamento.

Fonte: UOL Economia, por Thâmara Kaoru

Compartilhamento:      
CALENDÁRIO SINARQ
Fevereiro / 2018
Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab
        1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28      

FORMULÁRIO DE CONTATO

CSU
CUTCAUPrimondoFNA





RECEBA AS ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Informe-se sobre as principais ações do Sinarq/MG, cadastre-se em nossa newsletter.



Onde Estamos



Rua Mestre Lucas, 70 - Bairro Cruzeiro (esquina com a Av. Afonso Pena) - Belo Horizonte/MG - CEP 30310-240. CNPJ: 19.691.336/0001-76 Código da Entidade: 012.101.01750-6. Email: faleconosco@sinarqmg.org.br



© 2015 - SINARQ Todos os direitos reservados